segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Sexe avec du champagne

Admito. Ainda te sinto húmida, e te oiço a engolir a seco. Ainda te sinto o corpo trémulo, pressionado no meu. E ainda desejo sentir-te a respiração abafada nos meus ouvidos. E até já me acostumei aos teus gemidos, patetas, que me obrigam a rir discretamente. E se me continuar a render, ainda te desejo mais. 
Nunca te disse, mas a luxúria sempre foi minha amante.

4 comentários:

  1. Gostei imenso! Vou começar a seguir :)

    Love, X SARA

    ResponderEliminar
  2. Gosto deste pormenor "E até já me acostumei aos teus gemidos, patetas, que me obrigam a rir discretamente." demonstra carinho pela segunda pessoa, apesar de todo o superficialismo. :b

    ResponderEliminar