segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Dragões e Princesas


- Ola mamã.
- Meu amor.
(presenteou-me com um abraço. um abraço daqueles que duravam uma eternidade, mas mesmo tão forte e cheio de amor que não cansavam a minha respiração)
- Como foi o teu dia filho?
- Salvei o mundo de um ataque extraterrestre e ainda conquistei um castelo. Havia uma menina que queria ser a minha princesa, mas eu não quis.
- Porquê?
- Porque a minha princesa já és tu mãe!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

E o relógio avança...


Baixo-me, toco na terra húmida e com as pontas dos dedos frios pego num pouco de terra que, numa tentativa falhada, tento espremer.
Levanto-me, dou dois passos ou três, e numa pequena poça de água turva, com as mãos em forma de concha, tento separar a água dos pequenos pós de terra. Mas volto a falhar.

Para quê tentar separar aquilo que a Terra uniu? - penso
E continuo o meu caminho...


quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

coisas que até são bonitas

Esta sensação de estômago cheio e alma vazia, esta inquietação no peito, os sentidos em alerta a espera de uma presença tua, os olhos cansados, e a garganta seca... 


Quero tomar banho contigo! Mas não é o nosso "normal" banho romântico. Desta vez com um ingrediente especial, para afastar todas as presenças que não gostam do nosso amor e acham-no um amor impossível. Mas eu não o acho impossível, eu acho-o encantador! 


E sabes aqueles pequenos fantasmas que as vezes nos tentam meter medo? Eu até gosto deles. Porque sei que no dia seguinte vamos dar um abraço daqueles tão fortes que nós gostamos tanto, porque conseguimos, juntos, derrotar os fantasmas.


Eu amo-te, e não te esqueças do nosso abraço de amanhã!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Cartola

- E se te sair mais do que desejas?
- É óptimo.
- As vezes pode não ser...